top of page
  • Foto do escritordiandravpsi

Psicologia do Esporte

A Psicologia do esporte é a área que estuda os fatores emocionais e comportamentais que influenciam e são influenciados pela participação e desempenho no esporte, exercício e atividade física e aplicação do conhecimento adquirido através de estudo para a situação cotidiana.




O objetivo da psicologia do esporte é identificar como o comportamento e as emoções afetam o rendimento esportivo e, a partir disso, utilizar formas de intervenção que possam contribuir para um desempenho mais efetivo.


Quando o atleta entra para a vida esportiva, o esporte abre portas para muitas inseguranças, pressões, cobranças e então começam aparecer as dificuldades. Influências externas (histórico familiar, expectativa da família, amigos, clube e patrocinadores, reação da torcida, relação com colegas e técnico) e internas (motivação, ansiedade, percepção, personalidade).


Áreas de Atuação do psicólogo do esporte


O Psicólogo do Esporte trabalha a nível de competição como também a nível de lazer

  • Esporte de alto rendimento: Profissional, olímpico, altíssimo nível de preparação;

  • Esporte de rendimento: Base, amador, semiprofissional, preparação mediana ou alta;

  • Atividade física e saúde: Saúde física e mental – academias, spa, clinicas, etc;

  • Lazer e recreação: Administração do tempo livre e atividades recreativas;

  • Projetos socioeducacionais: Em escolas e projetos socioeducacionais;

  • Área Acadêmica: Professor (ensino) e pesquisa;

Formas de atuação

  1. Contato inicial: Apresentação do psicólogo a equipe (diretoria, comissão técnica, atletas), rotina de treinos, campeonatos que serão disputados, objetivos da equipe para temporada;

  2. Anamnese Psicoesportiva: Entrevista com todos os atletas para conhecer as características de cada um. Direcionamento do que será trabalhado. Inventários e questionários (personalidade, temperamento, ansiedade, nível de stress, variação do estado do humor, depressão, etc). Sociometria e Questionário de ambiente de grupo.

  3. Observação de treino e competição: são dois momentos bem distintos que complementam as informações da entrevista e questionários. No treino, onde o atleta atua sem pressão e na competição, situações nas quais as pressões podem afetar o desempenho para mais ou para menos.


As habilidades e competências psicológicas aplicadas ao esporte são vitais para o rendimento esportivo. Quando as habilidades estão bem desenvolvidas o atleta demonstra níveis elevados de autoconfiança, regulação da ativação, concentração e foco, controle das atitudes, pensamentos positivos, determinação e comprometimento


As habilidades psicológicas mais trabalhadas no esporte são:

-> Atenção e concentração;

-> Comprometimento;

-> Confiança;

-> Controle das atitudes;

-> Enfrentamento de lesões;

-> Estabelecimento de metas;

-> Motivação;

-> Regulação da ativação;

-> Visualização;


Por fim, o trabalho do psicólogo é auxiliar o atleta a buscar o equilíbrio, tanto físico quanto mental, desenvolvendo maior percepção de seu corpo e mente. Os resultados são muitos, como aumento da concentração durante jogos, diminuição do estresse, automatização de cuidados básicos, velocidade de raciocínio para melhores respostas durante o jogo, entre outras. Um atleta completo não é só um homem em seu perfeito estado físico. Como ser humano, ele é um conjunto de corpo e mente.



Comments


bottom of page